Porque preferi seguir a dieta low carb? Vantagens e desvantagens.

Primeiramente, gostaria que vocês soubessem que a dieta low carb não reina absoluta na minha vida. Quando eu acho necessário, eu troco a abordagem e faço alguma complementação a mais com carboidratos, geralmente acrescento aveia, bolacha de arroz ou mandioca. Tudo depende da fase que estou vivendo e dos meus objetivos. Mas a maior parte da minha alimentação é low carb, ou seja, baixa em carboidratos.

Pra vocês entenderem melhor, eu como uma média de 40g de carboidratos líquidos ou 60g de carboidratos totais por dia.

Mais sobre a diferença de carboidratos líquidos e carboidratos totais AQUI.

Essa quantidade de carboidrato me permite emagrecer, perder gordura e ainda não me deixa passar fome e nem passar vontade. Posso acrescentar uma banana ou outro alimento cheio de carboidrato, e até me encher de vegetais, sem atrapalhar a dieta. Mas quem deve definir a quantidade de carboidratos que você deve comer por dia é o seu nutricionista ou profissional competente. Eu só divido aqui minha experiência com meu emagrecimento.

Mas afinal, porque prefiro fazer a dieta low carb?

Bom, eu sou do time que fiz todas as dietas que vocês imaginam. Já fiz reeducação alimentar, acompanhamento com várias nutricionistas, já fiz dieta esportiva focada em muito treino na academia e frango com batata doce, já fiz a dieta da sopa e até a dieta detox. E adivinhem? Sempre vivi o efeito sanfona, pois nunca consegui sustentar uma dieta por um longo período. Sim, esse é o segredo do emagrecimento. Pasmem!

Como sabem, existem diversas estratégias para emagrecer, porém, a mais eficaz é aquela que você consegue fazer por muito tempo. Por isso, pode ser que a dieta low carb não seja a mais ideal pra você, caso você não consiga sustentá-la por muito tempo. E exatamente esse é motivo de eu preferir a dieta low carb como estilo alimentar, consigo praticar essa alimentação sem sacrifício.

Deixe que seu corpo se adapte por pelo menos 1 mês, e você vai, não só se maravilhar com os resultados, mas entender que realmente você não precisava do tanto de carboidrato que você comia anteriormente. Tudo é uma questão de hábito e prioridades!

 

“Mas você não sente falta de comer carboidratos?”

Entenda uma coisa, você não está com falta de carboidratos, pois os carboidratos dessa dieta vêm das frutas e dos vegetais, além de alguns alimentos que contenha um mínimo desse macronutriente. Seu corpo não entende que o carboidrato está vindo do arroz ou do brócolis, e fica triste ou feliz por isso. Seu corpo entende que está entrando menos ou mais carboidratos, que será absorvido mais rápido ou mais lentamente (é o famoso índice glicêmico dos carboidratos), e como em QUALQUER dieta e restrição alimentar, no início o seu corpo sente essa diminuição, podendo provocar alguns desconfortos como uma certa irritação e cansaço, por exemplo.

Mas calma, também como em qualquer dieta, isso é temporário e apenas uma adaptação do seu organismo. Se você é daquele time comedor de fast food e come doces todos os dias, MESMO sabendo que o consumo faz mal para seu corpo, seu organismo vai sentir e ficar em alerta mesmo quando você está fazendo algo bom para si mesmo, mesmo que você esteja se alimentando mais saudável. De uma forma ou de outra, com uma adaptação alimentar, o seu corpo sente a mudança e pode causar alguma reação. Mas entenda que isso irá acontecer em qualquer dieta (bem feita).

Vantagens da dieta low carb, na minha opinião:

  • A dieta low carb me permite comer apenas quando eu tenho fome, não me deixando refém dos lanchinhos intermediários, e não precisando comer de 3 em 3 horas.
  • A dieta low carb me deixa saciada por muito mais tempo. Eu não preciso mais pensar em comida o tempo todo e nem olhar no relógio porque chegou a hora do lanche. Eu simplesmente trabalho e faço minhas obrigações diárias, sem me preocupar com o que vou comer daqui 3 horas.
  • Com a dieta low carb eu me sinto mais no controle da vontade de comer doces. Eu amo um docinho, e em uma dieta “convencional” eu penso em doce o tempo todo, até que chega uma hora que eu me descontrolo e como sem parar. Na dieta low carb eu como doce quando e porque eu quero, uma decisão minha, e não porque perdi o controle.
  • A dieta low carb me permite fazer uma infinidade de receitas gostosas (sem engordar). Eu coloco um pouco de queijo e creme de leite fresco, e faço um delicioso macarrão de pupunha, por exemplo. Ou grelho alguns vegetais na manteiga, enchendo o prato de sabor.
  • Na dieta low carb eu posso escolher o que vou comer de carboidrato naquele dia. Posso optar por comer 1 banana em um dia, e uma porção grande de abóbora no outro. Até comer uma feijoada com vegetais em um final de semana, controlando as porções, não saindo da dieta e não ficando com dor na consciência. Tudo é uma questão de adaptação.
  • Na dieta low carb eu posso comer até ficar saciada, sem estar com uma balança do lado controlando as porções. Quando a gente come de 3 em 3 horas, é necessário controlar fielmente as porções especificadas no seu plano alimentar, correndo o risco de engordar ou ficar com uma mega dor na consciência quando acontecem as “escapas”. Já na dieta low carb, você comendo os alimentos “permitidos”, não corre o risco de estar furando a dieta mesmo que tenha ultrapassado aquela porção.
  • Eu viajo pelo menos 1 vez no mês, e consigo seguir a dieta low carb em qualquer lugar do mundo. Qualquer restaurante, hotel, café, posto de rodovia, tem uma porção de carne com legumes ou ovos, queijo e muito mais. Não preciso ficar carregando lancheiras de marmitas por aí, e nem me preocupar em não encontrar aquela barrinha de proteína ou pasta de amendoim que é referente ao meu lanche da tarde e só encontro na minha cidade.
  • Na dieta low carb eu economizo e não gasto dinheiro à toa. Não preciso ficar me enchendo de barrinhas e docinhos industrializados e gastando rios de dinheiro para sustentar as minhas vontades. Basta eu comer comida de verdade, optar por alimentos da época (mais baratos), e ainda fazer um chantilly de creme de leite fresco (tem em qualquer mercado) com morangos e me deliciar com uma sobremesa bem gostosa. Dois dos únicos produtos que acho caro e compro (mas não é necessário) são o adoçante xilitol e a farinha de amêndoas. Mas compro porque gosto.
  • Na dieta low carb não preciso me preocupar em comer pré e pós-treino, desde que eu esteja na fase de emagrecimento.

 

Desvantagens da dieta low carb, na minha opinião:

  • Como eu me sinto saciada e no total controle, às vezes eu como carboidratos de menos e não atinjo minha quantidade diária recomendada. Essa quantidade muito baixa pode me causar insônia e atrapalhar muito meu sono. Nessa fase, eu geralmente incluo uma fruta ou consumo mais vegetais na hora do jantar.
  • No início você sente uma fraqueza durante os treinos, mas é uma adaptação normal do seu organismo. Isso pode te desanimar, principalmente porque geralmente iniciamos na academia com foto total. O ideal é respeitar o organismo mesmo e deixar que ele se adapte, pra depois pegar firme nos treinos.
  • Como eu não tenho vesícula, meu corpo demora um pouco mais para digerir a gordura do alimento, me deixando com aquela sensação “cheia” após a refeição. Por isso, eu controlo um pouco mais o consumo de gordura.

Como deu pra entender até aqui, eu gosto de seguir a dieta low carb principalmente pela liberdade na alimentação e resultados rápidos. Mas como eu disse anteriormente, a dieta low carb não é a melhor dieta do mundo e nem a mais eficiente. A melhor dieta é aquela que você consegue praticar na maior parte do seu tempo. Por isso, procure um nutricionista ou profissional competente para adequar a sua alimentação de acordo com os seus objetivos.

Comente esse post!

Deixe seu Comentário

Posts Relacionados
GASTRONOMIA
por Dieta e Caviar
Hoje venho contar para vocês uma novidade incrível: sou a mais nova colunista do WePick,...
Instagram Sigam o nosso perfil!