O Tigre Verde do Sudeste Asiático

Achei perfeito o nome que deram para referenciar Singapura: O Tigre Verde do Sudeste Asiático. O nome Tigre Asiático já caracteriza o desenvolvimento rápido que a cidade-estado teve, se tornando a nação mais rica do mundo. Mas Tigre Verde do sul da Ásia reflete ainda mais o que Singapura representa, a nação mais rica já discutia a sustentabilidade nos anos 60, projetando um crescimento econômico voltado para questões ambientais, oferecendo, atualmente, uma biodiversidade incrível e preservada de 2 mil espécies nativas, segundo dados estatísticos.

O grande motivo de me levar até Singapura nesse período é a International Green Building Conference que acontecerá do dia 2 a 4 de setembro no Hotel Marina Bay Sands. Uma conferência mundial sobre sustentabilidade com palestras e cursos sobre prédios eficientes, cidades sustentáveis e tudo que se relaciona ao mundo ecológico.

É claro que não vou atravessar o planeta para visitar apenas a feira, por isso, estou planejando minha viagem com passeios e restaurantes, e ainda com receio do desafio de adequar minha dieta equilibrada com a exótica gastronomia asiática. E vamos aos lugares incríveis que estou pesquisando e quero visitar, não vou ilustrar com fotos pois quero que vocês se surpreendam com os lugares de Singapura aliados a energia de cada foto que vou compartilhar:

? Sentosa

Chamada de Ilha da Fantasia, Sentosa está localizada no sul de Singapura e oferece muito entretenimento com o parque Universal Studios, praias artificiais e um oceanário encantador chamado Underwater World.

? Singapore Flyer

Roda-gigante considerada a mais alta do mundo com seus 165 metros de altura. O percurso demora aproximadamente meia-hora e ainda permite fazer um happy hour dentro de cada cabine. Particularmente, não sou corajosa com grandes alturas. rs

? Jardim Botânico

O Jardim Botânico de Singapura possui uma ótima localização e é considerado um refúgio para os amantes da natureza primitiva, como eu. Com mais de 150 anos de história e 63 hectares de área, dizem que o jardim encanta por sua beleza única.

? Sri Mariamman Temple

Templo hindu localizado em China Town, frequentado atualmente por trabalhadores que ajudaram a cidade a crescer. Construído desde 1881, o templo é dedicado ao deus do poder e consorte de Shiva (deusa suprema do hinduismo).

? Arab Quarter

Bairro Árabe de Singapura formado por alguns ruas que rodeiam a incrível Sultan Mosque, construída em 1825.

? Business District

Centro financeiro da cidade com os maiores edifícios de Singapura, sede de grandes multinacionais. Ali está guardado um tesouro típico da cidade, um dos mais interessantes hawkers chamado Lau Pa Sat. Sabem o que é hawker? É tipo um “mercadão” com o intuito de regularizar os vendedores ambulantes, trazendo para dentro de uma atmosfera simples, pequenos restaurantes com grande controle da Vigilância Sanitária.

? Little India

Como o próprio nome diz, um bairro étnico com traços da cultura indiana. Um passeio pelos aromas e temperos da Índia.

? Chinatown

Antigamente, a mistura étnica de habitantes de Singapura inspirou a criação de bairros típicos distribuídos pela cidade. Além de Little India e e Arab Quarter, foi criado também o bairro denominado Chinatown. Hoje, o bairro está inserido em um cidade que 70% de sua população é chinesa, descaracterizando a essência do espaço para a população. Por isso, Chinatown é considerado um passeio altamente turístico, oferecendo grande conhecimento sobre a cultura chinesa que habita a cidade.

? Gardens By the Bay

? Marina Bay Sands

? Singapore River

 

 

Comente esse post!

Deixe seu Comentário

Posts Relacionados
Instagram Sigam o nosso perfil!