A inspiração e o romantismo de Barcelona!

capa barcelona

Há algum tempo destinei minhas férias a uma viagem deliciosa para Espanha e Portugal. Eu ainda não era casada e não conhecia minha paixão por gastronomia, culinária saudável e restaurantes sofisticados. Mas esses dois países respiram Arquitetura, com seus diversos estilos arquitetônicos e cultura enriquecedora, disciplina essa que se tornou minha paixão desde quando eu pude entender o objetivo e significado da palavra, e toda emoção que ela tem para oferecer (sim, a arquitetura).

Como eu expliquei em cada categoria, não vou compartilhar apenas um diário alimentar e histórias gastronômicas, que a propósito está me ajudando muito na busca do equilíbrio entre um corpo bonito e uma mente saudável, mas vou compartilhar também viagens, momentos e destinos, sabores por onde andei e lugares que pude provar seu gosto e sua história.

Saímos do Aeroporto de Guarulhos – SP e começamos a viagem chegando no aeroporto de Barcelona. Deixamos todos os hotéis reservados com antecedência, além da passagem de volta com última parada em Lisboa. Como vemos no mapa, Espanha faz divisa com Portugal e cria uma facilidade incrível para se deslocar entre os trilhos e rodovias desses dois países. Não alugamos carro, mas sim uma van com um guia português que nos proporcionou muito conhecimento sobre os lugares por onde passávamos.

Destaquei com pontos vermelhos as cidades por onde ficamos hospedados, imaginando que ao longo do percurso entre uma cidade e outra conhecemos diversos lugares muito interessantes, com ótimos restaurantes e cultura histórica. Vou compartilhar cada passeio e instigar ainda mais a vontade de conhecer esse dois países.

Viagem europa

Cidades por onde ficamos hospedados, destacadas em vermelho.

 Ahh Barcelona, do modernismo catalão a arquitetura gótica, essa cidade inspira romantismo. Em cada esquina exibe uma obra de arte e em cada elemento construtivo uma emocionante história. Barcelona é a segunda maior cidade da Espanha, se exibindo com seus passados 1 milhão de habitantes, e está distribuída deliciosamente ao longo do Mar Mediterrâneo, proporcionando agradáveis dias durante o verão europeu.  Minha passagem pelo país aconteceu em dias gelados, com a temperatura variando entre 1º e 12º, mas que não atrapalharam nem por alguns segundos cada passo que eu dava entre as ruas “barcelônicas”.

DSC01293

 Em cada esquina uma obra de arte!

Os três dias pela cidade foram suficientes para eu conhecer todos os empreendimentos arquitetônicos que eu desejei. Exceto pela visita a famosa Torre Agbar, que pude babar do lado de fora entre os desvios no trânsito de um carro e outro. Ficamos hospedados no Catalonia Barcelona Plaza Hotel que nos atendeu perfeitamente bem, com café da manhã com muffins quentinhos e um chocolate quente delicioso. E pelas ruas de Barcelona, dividimos nossos dias entre o Estádio do Barcelona, La Rambla, Parc Güell, Casa Batló, Bairro Gótico e Templo da Sagrada Família.

Nada combina mais do que o arquiteto Antoni Gaudí e sua Barcelona. Ainda mais gostoso do que falar de Barcelona, é descrever o fantástico Parc Güell. Em síntese, Antoni Gaudí é um arquiteto modernista que foi chamado pelo político e industrial Eusebio Gell para projetar o parque e a sua casa que seria instalada no mesmo lugar. Atualmente, funciona como um grande parque urbano proporcionando uma fusão de cores, formas artísticas e muita criatividade. O arquiteto privilegiou as curvas de níveis do terreno existente para permitir o melhor escoamento da drenagem natural do terreno e armazenamento para uso de águas pluviais, que hoje em dia é tão discutido em Congressos, cursos e eventos sustentáveis pelo mundo. O parque é aberto ao público.

DSC01347

 Casa Museu do arquiteto Antoni Gaudí. 

DSC01348

O parque se destaca com perfeição na paisagem urbana.

DSC01354

E esse “muro de contenção” lindo e ornamentado?

DSC01369

A área livre do parque com bancos coloridos e ergonômicos é sustentada por colunas gigantes com mosaicos super artísticos. A “cabeça de leão”  é a tubulação ornamentada de Gaudí, por onde são drenadas as águas pluviais. 

DSC01383

Fonte com o emblemático lagarto do Parc Güell. 

Outra parada obrigatória são a Casa Batlló e o Templo da Sagrada Famílía, ambos de Antoni Gaudí. A Casa Batlló, antigamente,funcionava como um edifício que foi totalmente reformado pelas mãos do arquiteto, em meados de 1875 a 1877 , contratado pelo industrial José Batlló Casanovas. Atualmente, funciona como um museu com o ticket de entrada em torno de 21,5€ (valor adulto). Rica em detalhes, a casa impressiona pelos métodos construtivos, materiais empregados, uso da iluminação natural, entre muitos outros artifícios incomuns que o fantástico arquiteto utilizou como a inspiração na morfologia da fauna e da flora, e dizem ainda, que a inspiração também partiu de ossos humanos representados na fachada do edifício.

DSC01320

Casa Batlló inspirada na morfologia da fauna e da flora.  

DSC01321

Arquitetura lúdica de Antoni Gaudí – Casa Batlló.

O Templo da Sagrada Família é parada obrigatória em Barcelona, que surpreende com sua majestosa arquitetura, se destacando na paisagem urbana com seu estilo gótico e imponentes 4 torres suspensas. Inacabada, a igreja vive através de obras e reformas desde o início de sua contemplação.

DSC01338

Templo da Sagrada Família – Barcelona.

O Bairro Gótico é um passeio tradicional de Barcelona que faz parte da cultura e nos impressiona devido a história estar representada em mais de séculos de anos, em meados de 57 a.C. e 14 a.C. O bairro está localizado na zona medieval da cidade e pode ser visitado através de taxi, metrô ou carro alugado, muito bem localizado e super acessível.

DSC01307

Bairro Gótico.

DSC01314

Passeio entre as ruelas do Bairro Gótico.

DSC01303

Arco do Triunfo espanhol.

DSC01304

Detalhes apaixonantes.

E depois de Barcelona a próxima parada foi Zaragoza. Uma cidade encantadora que vou compartilhar nos próximos posts.

Até mais!

Comente esse post!

Deixe seu Comentário

Posts Relacionados
Instagram Sigam o nosso perfil!